Bola Pesada

A Casa do Futsal

Apresentando os elencos: Carlos Barbosa

A temporada 2014 está começando, os elencos praticamente fechados e pré-temporada iniciando. Junto com a temporada e as equipes, o Blog A Bola Pesada também está de volta e este ano tendo a honra de conseguir acompanhar a temporada e escrever sobre ela desde o início. Para começar os trabalhos, o Blog mostrará todas equipes que participaram da Liga e seus respectivos elencos, o primeiro texto é sobre as franquias situadas em um dos estados mais tradicionais do país na modalidade: Rio Grande do Sul, mais precisamente Carlos Barbosa.

Podemos dizer que o ano de 2013 não foi de muito sucesso para as equipes gaúchas, principalmente na Liga Futsal, onde apenas Carlos Barbosa passou para a fase final, depois de sofrer para conseguir esta vaga. E logo no começo da fase final caiu diante da sensação da temporada (Concórdia). Assoeva e Atlântico de Erechim ficaram pelo caminho, a primeira equipe até deu mostras que poderia ser uma surpresa mas com um segundo turno horrível e derrota dentro de casa, acabou interrompendo o sonho. Erechim podemos dizer que teve uma temporada boa, vencedor da Taça Brasil jogando dentro de casa, vencedor da Taça Sul e campeão da Superliga e ainda acabou arrancando um vice-campeonato no campeonato gaúcho. Entretanto o fraco desempenho na Liga desapontou.

Para este ano as três equipes se reforçaram bastante, com um enorme destaque para Carlos Barbosa que apesar do título gaúcho, vem para esta temporada com a missão de apagar o fraco desempenho do ano passado e para isto abriu os cofres. Apesar de ter perdido a referência da sua equipe (Rodrigo) e um ótimo pivô (Flávio), a tradicional equipe se reforçou brutalmente. Contratou a revelação da Liga e integrante da seleção brasileira no Grand Prix, Zico foi o principal jogador do rival Erechim em 2013. Junto com ele, Grillo foi contratado como sucessor de Rodrigo.  Para cobrir Flávio, jogador que ao meu ver fez história na ACBF, a laranja mecânica buscou um grande conhecido. Sinôe, campeão brasileiro e da Libertadores pela Intelli está de volta. O rápido pivô “trouxe” consigo César Paulo, jogador decisivo no título da Intelli (Vale lembrar que antes da final, César Paulo pouco tinha entrado em quadra). Como tinha dito, a ACBF resolveu e muito abrir o bolso e para fortalecer ainda mais seu elenco e não decepcionar este ano, trouxe além de todos citados dois grandes destaques de Concórdia, vice-campeã brasileiro. Estou falando do ótimo goleiro Gian e do bom pivô Pito.

Elenco Confirmado

Sem título fixosalaalas2alaspivopivos

Uma novidade dessa apresentação de elenco é a gente brincar de técnico e “despejar” o time em quadra:

Um fato importante que temos que dizer é que não imaginamos os jogadores “cobrindo posição” igual na maneira que está na prancheta, esta ilustração é meramente informativa e é claro que a dinâmica do futsal faz com que em alguns momentos faça com que os desenhos abaixo estejam completamente diferente.

Carlos Barbosa 1

Primeiro exemplo que certamente veremos este ano é uma ACBF mais leve. Historicamente, a laranja tem um foco maior no jogo de pivô, apostando em pivôs que jogam na maior parte de costas para o gol, que era o caso do Flávio.  Sinoê não é especificamente neste estilo, e sim um pivô mais rápido e ágil, entretanto pode sim jogar de costas para o gol. Para mim, algo que pode acontecer com esta formação é um estilo de jogo parecido com a seleção brasileira. Dois alas com muita velocidade, inteligência e precisão de chutes. A diferença vem com Grillo que não detém a patada que o Rodrigo tem como característica, porém vejo ele “tratando” melhor a bola, com uma maior habilidade que Rodrigo.

Acredito que Gian deverá ser o goleiro titular da equipe, não que Rennan seja um mal goleiro mas haja visto que uma das prioridades da ACBF era encontrar um goleiro para a equipe, podemos presumir que Gian deverá ser o titular.

Carlos Barbosa 2

Outro modo que poderemos ver a ACBF este ano é no modo “clássico”. Um pivô mais pesado que o Sinoê, podendo ser tanto o Pito que está sendo usado na imagem como o César Paulo. Na temporada passada, Júlio sofreu muito com as lesões. Porém neste ano poderá ser peça importante na rotação da ACBF. Uma possibilidade de montagem, é com dois fixos, entretanto deixaria a equipe mais pesada, necessitando de um pivô bem veloz, junto com outro ala com essa característica.

O que esperar

Diferente no ano passado, onde a Laranja sofreu com falta de banco e acabou “descredenciada” ao título, este ano com as boas contratações, a expectativa é voltar a figurar entre os grandes na Liga Futsal, além é claro de manter o título Gaúcho.

Podemos esperar também a evolução de Zico, jogando em uma nova equipe e com uma mentalidade e visibilidade diferente. Espero que com um possível sucesso da equipe, ele possa se “intrometer” entre os melhores alas da liga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Visitantes da A Bola Pesada

  • 76,040 visitas
%d blogueiros gostam disto: